16 despesas médicas que você não sabia que podia deduzir do Imposto de Renda 7 meses ago

Despesas médicas

Quem precisa declarar o Imposto de Renda esse ano deve ficar atento aos gastos que podem ser deduzidos na declaração desse ano. As deduções podem ser utilizadas tanto para diminuir o valor da declaração, quanto para aumentar o valor da restituição do Imposto de Renda.

Dentre as despesas que podem ser abatidas estão as despesas médicas. O contribuinte pode abater da sua declaração de Imposto de Renda despesas médicas próprias, do seu cônjuge e de seus dependentes.

Um ponto positivo das receitas médicas é que não há um limite máximo de dedução. Toda e qualquer despesa pode ser abatida desde que as mesmas sejam confirmadas através de documentação hábil e idônea pelo médico ou instituição que realizou o procedimento.

Na hora de incluir as despesas médicas nas deduções de Imposto de Renda é bom ficar atento, pois do mesmo modo que elas podem diminuir o valor do seu Imposto de Renda, uma dedução errada pode fazer com que você caia na malha fina.

É importante também declarar somente as despesas que se tem confirmação e com o valor correto, já que a Receita cruza suas informações com as declaradas por médicos e clinicas e hospitais.


Recomendamos que você sempre solicite ao médico ou clínica um documento que comprove o serviço e o valor, como por exemplo, uma nota fiscal.

Para a declaração de Imposto de Renda podem ser deduzidos os pagamentos efetuados a médicos, dentistas, psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais e hospitais, bem como as despesas com exames laboratoriais, serviços radiológicos, aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e dentárias.

O que você pode deduzir do Imposto de Renda

Veja na lista abaixo, 16 tipos de despesas médicas que podem ser deduzidas do seu Imposto de Renda e o que você precisa para comprovar para cada uma delas:

  1. Aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e dentárias, desde que sejam comprovadas com receituário médico ou odontológico e nota fiscal em nome do beneficiário;
  2. Instrução de deficiente físico ou mental, desde que a deficiência seja atestada em laudo médico e o pagamento efetuado a entidades destinadas a deficientes físicos ou mentais;
  3. Internação em estabelecimento geriátrico são dedutíveis a título de hospitalização apenas se o referido estabelecimento se enquadrar nas normas relativas a estabelecimentos hospitalares editadas pelo Ministério da Saúde e tiver a licença de funcionamento aprovada pelas autoridades competentes (municipais, estaduais ou federais);
  4. Internação hospitalar efetuada em residência, somente se essa despesa integrar a fatura emitida por estabelecimento hospitalar;
  5. Marca-passo, desde que o seu valor esteja incluído na conta hospitalar ou na conta emitida pelo profissional;
  6. Parafusos e placas nas cirurgias ortopédicas ou odontológicas, contanto que integrem a conta emitida pelo estabelecimento hospitalar ou pelo profissional;
  7. Aquisição do aparelho ortodôntico somente é dedutível se integrar a conta emitida pelo profissional, incluindo a sua manutenção;
  8. Colocação de lente intraocular em cirurgia de catarata, desde que o valor referente à lente integre a conta emitida pelo profissional ou estabelecimento hospitalar;
  9. Transfusão de sangue, desde que tais serviços sejam prestados por profissionais legalmente habilitados (médicos e dentistas) ou por empresas especializadas constituídas por esses profissionais;
  10. Assistente social, massagista e enfermeiro, desde que realizadas por motivo de internação do contribuinte ou de seus dependentes e integrem a fatura emitida pelo estabelecimento hospitalar;
  11. UTI, desde que devidamente comprovados;
  12. Médicos – hospitalares, em decorrência de parto, que pode ser deduzida por qualquer um dos cônjuges, por ser necessárias ao parto de filho comum;
  13. Exames laboratoriais, realizados no âmbito de procedimento de reprodução assistida por fertilização in vitro;
  14. Médicos no exterior, desde que sejam comprovadas;
  15. Cirurgia plástica, reparadora ou não, com a finalidade de prevenir, manter ou recuperar a saúde, física ou mental, do paciente;
  16. Prótese de silicone são dedutíveis desde que seu valor integre a conta emitida pelo estabelecimento hospitalar relativamente a uma despesa médica dedutível.

É importante também guardar todos os documentos referentes a declaração do Imposto de Renda por um prazo de até 5 anos.

E se você estiver com dúvidas sobre a sua declaração de Imposto de Renda: como declarar, o que declarar, procure um bom profissional de contabilidade para fazer a sua declaração de IR, separamos nesse artigo 7 dicas para ajudar você a escolher o melhor contador   para o seu Imposto de Renda.

 

Deixe seu comentário

Comentários

No Replies on 16 despesas médicas que você não sabia que podia deduzir do Imposto de Renda

Commenting is Disabled on 16 despesas médicas que você não sabia que podia deduzir do Imposto de Renda